Humanidade

Publicado: 27/04/2011 por Flicsotera em Pensamentos
Tags:,

Somos substratos metafísicos indiferenciados. Na nossa metafórica antítese escabrosa lutamos por tudo e por coisa nenhuma no deslavar diário nas nossas mil faces envergonhadas e escondidas de nós mesmos.

Somos andantes, fazentes e crentes que se assimilam como sendo mais que os demais na pútrida ideia de que razão é felicidade.

No nosso instinto de sobrevivência e encanto natural a variável hipérbole desemboca na ultimação do Mundo. Será essa a tão validada razão? Na busca do eterno o sufocar das gerações e com que intuito?
É o Poder que move as engrenagens do Homem?

Quem segura a arma? A cega ambição ou o cego dono pensante?

Euforia e cânticos divinizadores aos que sobrevivem sem se matar! Emoção Racional de quem não pensa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s