Publicado: 06/05/2011 por Flicsotera em Poemas
Tags:, ,

Eis que chega retumbante,

Sem o cavalo da tradição.

Vem o nobre galante,

Só de teclado na mão.

Distancia-se na proximidade,

Simpatia distribui.

Querer ter a maldade,

Mas não és tu quem a possuí.

Neste mundo alucinante,

Também aumentas a idade.

És na mesma cativante.

Quero guardar tua amizade.

Teus olhos são Inquisidores,

Na Minh’alma eles tocam.

Os meus são uns traidores,

Sem consentimento a ti se devotam.

Na distância do Oceano,

Uma amizade além horizonte.

Se és tu que eu chamo,

Tu não deixas que me desaponte.

És o resmungão da honestidade,

O Vilão da candura.

Adoro-te de verdade.

Esse é um sentimento que perdura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s