Posts com Tag ‘Solidão’

Publicado: 18/08/2011 por Flicsotera em Poemas
Tags:,

Solidão que me preenche,
Nesta dança tudo é decadente.
Sou a alma dormente,
De quem te espera crente,
Na alvorada quente,
De uma dia decadente.
Sinto-me doente,
Só porque não estás presente.
Perco-me tremente,
No caminho punjente,
Sentindo a dor latente,
Porque estou ciente,
Que mais do que possivelmente,
Mesmo que sejas competente,
Não me sabes encontrar ….

Esta Imagem não nos pertence. Obrigada ao Criador.

Desabitável

Publicado: 27/05/2011 por Flicsotera em Poemas
Tags:, , , ,

Fatídico e desmiolado era o amor seu,
Granítica a sua pele sem ela,
No não existir dela se desvaneceu.
A vida sua apenas uma Cela.

(mais…)

Uma flor…

Publicado: 12/04/2011 por Shalott L. em Criações, Pensamentos, Textos
Tags:, , ,

Uma flor amarela em uma poça de água, gotas de chuva a caindo de um céu cinzento. Em um caminho movimentado, passos a agitar a superfície, sem descanso, e a flor alí, invisível aos olhos dos trausentes… Pétalas amassadas, magoadas, de uma comum flor amarela…

Aquela flor, tão frágil, apenas uma mancha de cor…

Uma flor sonha?

Pisada, magoada… em uma poça num dia de chuva…

Shalott

She’s locked up with a spinning wheel
She can’t recall what it was like to feel
She says, “This room’s gonna be my grave
And there’s no one who can save me,”
She sits down to her colored thread
She knows lovers waking up in their beds
She says, “How long can I live this way
Is there no one I can pay to let me go
‘Cause I’m half sick of shadows
I want to see the sky
Everyone else can watch as the sun goes down
So why can’t I

(mais…)